A Estética do Tango… na Arquitetura

Caminhando pelos caminhos do MPEL, avançando na  procura de pontes, de sentido e de significado do ontem, hoje e do amanhã…encontro, não tanto uma realidade híbrida (repleta de indefinições, imprecisões, confusões, angústias e reticências…) como aquela que tenho vindo a ressentir, nestes últimos anos, mas sim, uma realidade  que se encaminha para a complementaridade e a convergência…

Sem saber dançar Tango, esta dança continua a parecer-me o(s) movimento(s) mais representativo(s) do que está a acontecer, não apenas entre a Pedagogia e a Tecnologia, mas também, entre o Real e o Virtual…uma dança cheia de nuances, de complexidade e subtileza, embora carregada de vontades de poder e de domínio.

Parece-me que nos centramo-nos, demasiado, nos resultados (numa ótica de ganhar-perder) …da dança…quem vence? quem perde?…Quando, afinal, a beleza  está em todos os gestos, de “um/eu” e do “outro”, na criação e no todo…na “dança da nossa Humanidade”!

Tudo isto…porque encontrei, nos meandros da minha aprendizagem, mais um exemplo de “ponte” e de Tango!…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s